Clube de Desbravadores Guardiões do Céu
Associação Rio Sul

Os dados apresentados aqui são de responsabilidade da diretoria do clube Guardiões do Céu
Guardiões do Céu

Guardiões do Céu

Desbravadores

  • Membros 9
  • Diretoria 6
  • Total 15

Dados do clube

Fundação

11/02/2017 (4 ANOS)


Região

1ª REGIÃO B DBV


Endereço

RUA SHECKNAH - PADRE MIGUEL - RIO DE JANIERO/ RJ - PADRE MIGUEL
RIO DE JANEIRO - RIO DE JANEIRO
21725252


Reunião principal

DOMINGO
09:00:00


Link externo

Clique aqui para acessar

Classificação 2021

Este Clube foi 05 Estrelas em: 2017, 2018, 2019

Em 2017 Gabriel Henrique Felix, membro recém batizado da IASD Afonso de Carvalho, começou um clube de Desbravadores, na sede da Igreja. Gabriel estudou a organização, a filosofia e os objetivos espirituais do movimento e com o apoio de membros da igreja fundou o clube.

Depois do voto e aprovação da comissão da igreja, o nome do clube foi decidido como Guardiões do Céu e tinha como diretora associada Edlaine Alburqueque, secretaria Nathalia Silva e conselheiro Bruno Alburqueque.

O clube inicialmente começou com pouca diretoria, mas que se esforçava ao máximo para sempre dar o melhor para as crianças.

No dia 11.02.2017 foi realizada a primeira reunião, com um total de 7 aspirantes. A assembléia foi ministrada pelo clube Gavião Real, que apresentou às crianças “o que é um clube de Desbravadores?”, fez com que elas escolhessem um nome para cada unidade, Estrelinhas (Unidade Feminina) e Guerreiros (Unidade masculina) e criassem um brado para as mesmas.
Felizmente, a diretoria se dissipou, a diretora associada e o conselheiro foram chamados por Deus para fundarem um clube de aventureiros, contudo, nunca deixaram de apoiar o clube.
Mesmo na falta de diretores, o clube resistiu, pois Deus sempre esteve no controle e enviou pessoas para que pudessem está apoiando no lugar deles.
Atualmente, o clube Guardiões do Céu participa de acampamentos, realiza trabalhos manuais, faz serviços comunitários como, plantio de árvores e limpeza da praça, e missionários, como entrega de livros e arrecadação de alimentos e muitas outras atividades.
“Participei de alguns eventos com meu antigo clube e senti vontade de fundar um na minha igreja, no início foi bem difícil, mas Deus nunca me tirou o desejo de trabalhar na obra dEle. Deus sempre me deu forças pra continuar e eu sempre soube que esse era o propósito dEle para minha vida, gosto de dizer que não eu, mas Deus é o diretor desse clube. O clube deixou de ser um local de reuniões e virou minha família, amo cada criança como se fossem meus filhos.” – Gabriel Felix