Clube de Desbravadores Juréia
Associação Paulista Sul

Os dados apresentados aqui são de responsabilidade da diretoria do clube Juréia
Juréia

Juréia

Desbravadores

  • Membros 24
  • Diretoria 10
  • Total 34

Dados do clube

Fundação

21/03/1999 (20 ANOS)


Região

DBV - 11ª REGIÃO


Endereço

RUA EDUARDO ÉBANO PEREIRA, 940 - VILA GARCEZ
IGUAPE - SÃO PAULO
11920-000


Reunião principal

DOMINGO
08:45:00


Link externo

Clique aqui para acessar

Classificação

CLUBE DE DESBRAVADORES JURÉIA


Histórico:

O Clube de Desbravadores JURÉIA, da Igreja Adventista do Sétimo Dia Central de Iguape-SP, teve inicio às suas primeiras atividades no ano de 1999, tendo seu registro na Associação Paulista Sul – APS na data de ../../1999, por incentivo do então pastor distrital, José Silvestre do Nascimento, e seu primeiro diretor foi o irmão Flávio Luiz Franco e o irmão Adauto dos Santos Lima, como vice-diretor e o secretário-tesoureiro foi o irmão Roberto Kruszynski, mais tarde contou com a participação de Aparecida Lima, Alan Lima, Vanderlei Silva, Elisabete Fernandes, Adriel Lima, Ailton Monteiro, Luiz Carlos da Silva e outros.

O nome JURÉIA foi escolhido em razão de ser em Iguape-SP, o maior município em área de terras do Estado de São Paulo, onde se encontra a Estação Ecológica Juréia-Itatins, uma das maiores reservas de mata atlântica do Brasil e do mundo. Reserva onde pode-se encontrar espécies conhecidas e ainda espécies não catalogadas de orquídeas, bromélias, insetos dos mais variados e berço do bugio e da onça parda e da jaguatirica e mais de uma infinidade de aves.

O clube sempre foi desafiado a fazer coisas grandes e inéditas. Um deles, o primeiro deles, foi feito pelo então diretor regional Ricardo “Caverna”, a que o Juréia participasse do Campori da APS na Fazenda Itaipava. A infraestrutura do clube era quase zero, com o financeiro da mesma forma; mas a vontade de participar foi maior, as coisas aconteceram da melhor maneira e com a ajuda de todos os membros da igreja e alguns amigos, o desafio do regional, foi realizado. Muito “chocolatinho” em barras de cereais em saquinhos foram vendidos, e muitas caixas de “melzinhos” também foram vendidos, além dos “pedágios” em alguns feriados prolongados...

Dessa forma, nos dias 11 a 15 de outubro de 2000, o Clube Juréia marcou presença no VI Campori da APS e com toda humildade, mas muita garra e determinação acabou o Campori com a classificação 5 Estrelas. Esse marco inicial foi relevante para motivar o clube a crescer e se estruturar melhor para os próximos eventos. As campanhas foram sempre realizadas, e no ano seguinte, o clube já mais estruturado e com o apoio da igreja e de outros amigos da cidade, inclusive agora de uma parceria com a Prefeitura Municipal, participou do VII Campori da APS – Terra do Tesouro. Nesse evento, novamente, como não haveria de ser, o clube conseguiu categoria 5 estrelas e dessa vez acumulou vários recordes de tempo nas provas.

Em 2002, foi o melhor momento do clube! Era o Campori da UCB! Heróis de Verdade! Muito preparo, muita grana empenhada, clube de três estados, no então Novo IAE, na cidade de Engenheiro Coelho-SP. Nessas alturas, o nome e prestígio do clube na APS era notado e tínhamos o condão de clube grande do Vale do Ribeira. Tínhamos uma fanfarra, emprestada de uma escola da cidade (Vaz Caminha) e isso foi um grande diferencial naquele evento, mas o principal nesse Campori foram novamente os recordes alcançados nas provas!

Foram cinco (05) recordes num universo de mais de 10.000 (dez mil) desbravadores, o JURÉIA era um dos clubes notáveis do momento! Eram muitas medalhas no peito de cada desbravador! Sensacional! O JURÉIA era destaque até na UCB!
Ainda em 2002, acontecia o concurso de ordem unida da APS foi realizado na cidade de Osasco-SP, num quartel do exército brasileiro. Lá estava o JURÉIA, humilde, mas preparadíssimo para o evento. Pela primeira vez, um clube levava a participação de instrumentistas musicais ao vivo, substituindo os playbacks e com isso, claro, o impacto gerado, com tal inovação proporcionado pelo JUREIÃO, foi "muuuuito" positivo e especial, culminando numa consagração sem tamanho para o clube.
Pra finalizar ainda o ano de 2002, nos dias 14 a 16 de novembro, o Clube sediava e realizava com a ajuda da APS na pessoa do Paulão e Zelito (grandes amigos do Juréia), regionais da capital, o I Campori Aventura no Mar, no Centro de Eventos de Iguape, com a participação de clubes de São Paulo e do então líder dos desbravadores da APS, Pastor Marcelo Schaeffer.

Em 2003 o Clube participou do Campori Por todo o mundo. Nesse Campori, novamente o clube se destacou com a classificação 5 estrelas e o ponto alto foi a disputa entre clubes da ordem unida, que novamente sob o comando do irmão Vanderlei Silva, o clube conseguiu a maior pontuação.
Ainda nesse ano o clube com uma parceria com a SOS MATA ATLÂNTICA realizava junto à escolas municipais um teatro com fins educativos ambientais, excursionando até mesmo para alguns eventos em São Paulo no Memorial da América Latina.

No ano de 2004 o clube já enfrentava algumas crises financeiras e de pessoal, tendo parte de sua diretoria se afastado por motivos triviais, e isso às vésperas do ano que seria o Campori Sul-americano,o diretor Flávio foi convidado para ser o regional do Vale do Ribeira que estava crescendo em número de clube. Assumiu então, o irmão Luiz Carlos, que trabalhou com determinação para realizar o sonho de irmos para Santa Helena-PR. Tal sonho era por demais ambicioso, mas o clube queria participar. Campanhas foram levadas a efeito, jantar vegetariano, vendas de caixas de mel, mas o orçamento parecia inalcançável e então o diretor avisou o pastor de que o sonho estava ruindo...Foi então que o Pastor Ricardo Rangel comprou a “briga” e “correu por fora” para conseguir os meios necessários. Fato é que no final do ano, em meio à uma preparação não satisfatória do clube, não tínhamos os requesitos necessários para uma classificação positiva, somente a de participação.

Então em 2005 o Clube Juréia finalmente se dirigia para Santa Helena-PR, sendo essa a maior viagem do clube e participava do Campori Sul-americano – Fonte de Esperança.
No ônibus, somente a fanfarra, as barracas, os pertences pessoais dos desbravadores, a compra dos alimentos, optamos por comprar em algum supermercado da cidade!
Encucamos nos desbravadores a ideia de “aproveitem ao máximo”, não vamos em busca de classificação alguma, só de diversão e pura amizade!
Foi uma festa! O Clube ainda participou do concurso de bandas e fanfarras!
Não fizemos feio não, mas vimos que tem clubes mais bem estruturados e “poderosos” espalhados por esse Brasil e América do Sul!
Valeu demais o empenho de todos!

Em 2006, o Clube participou ainda, sob o comando do novo diretor, Vanderlei da Silva, do Campori Ser Feliz da APS.
Foi na garra, na coragem, já com a estrutura inicial se definhando, por assim dizer... as barracas, fogão, etc e tal.
E também o pessoal “antigo”, muitos deles já não se encontravam mais no clube...
Houve um terrível hiato desde então em termos de participação do clube.
O clube deixou de existir, por assim dizer por conta de muitos motivos, que não valem a pena aqui elencar, desde o financeiro até falta de pessoal.

Desde o ano de 2007 até o ano de 2016, uma geração infelizmente se passou.
E novamente, pela graça de Deus, sob a direção do retorno de parte da diretoria passada, como o irmão Flavio Luiz Franco, Jhony de Aguiar, Andréia Vital, Adauto Lima, Lucimara Lima e outros, e o incentivo do pastor, Valdécio Lopes, o Clube Juréia reuniu forças e está novamente na ativa com novos meninos e meninas em suas fileiras!

O JUREIA VOLTOU!

No ano de 2016, o Clube Juréia participou em São Paulo do Olimpori Mais que Vencedores, sendo o primeiro evento da nova geração dos desbravadores Juréia, trazendo em sua bagagem já algumas medalhas!
Logo após, o clube se empenhou para novos desafios, á saber :
O Campori da UCB - Um Chamado de Coragem!
Com muitos esforços o Juréia conseguiu ir para o seu primeiro Campori com a nova geração, trazendo classificação ouro para casa!
Depois disso, participamos de várias outras atividades como o desfile cívico de 7 de Setembro, quebrando o silêncio, dia mundial dos Desbravadores, batismo da primavera, concurso de ordem unida e entre outros.
Em 2018, voltamos com novos membros em nosso clube, e também em nossa diretoria.
Além de nossas atividades, fizemos a entrega das faixas de especialidades concluídas em 2017/2018. E o mais importante de tudo, desbravadores decidiram entregar sua vida a Jesus. Assim, o levando-os para o batismo.

A priori, o clube se preparou para o V Campori Sul-Americano | A Melhor Aventura, onde esses meninos e meninas tiveram a experiência de conhecer desbravadores de todo o Brasil e de até outros países!

Mas isso, serão cenas de novas histórias desse clube querido, humilde, com grande potencial, que certamente faz a diferença na vida de seus membros, na sociedade local e vai buscar resgatar seu prestígio de outrora!

Avante Juréia!
Que o Senhor abençoe, como já tem abençoado, este Clube!

[...] " Juréia vou falar é um clube diferente, da cidade de Iguape caminhando sempre a frente! "