Clube de Desbravadores Feras do Iguaçu
Associação Oeste Paranaense

Os dados apresentados aqui são de responsabilidade da diretoria do clube Feras do Iguaçu
Feras do Iguaçu

Feras do Iguaçu

Desbravadores

  • Membros 14
  • Diretoria 14
  • Total 28

Dados do clube

Fundação

05/05/2000 (19 ANOS)


Região

FOZ DO IGUAÇU


Endereço

RUA PEDRO CORREA, 192 - JARDIM NOVO HORIZONTE
FOZ DO IGUAÇU - PARANÁ
85855717


Reunião principal

SÁBADO
17:00:00


Link externo

Clique aqui para acessar

Classificação

Clube de Desbravadores Feras do Iguaçu – “O Clube que é D+”

O clube de desbravadores Feras do Iguaçu foi fundado em meio a um programa evangelístico, onde os obreiros PASTOR MARCIO WANDER E CLAUDEVAN COSTA, deram as suas colaborações e incentivos para que o clube fosse criado no bairro Carimã – Foz do Iguaçu, no dia 05 de maio de 2000. A diretoria do clube era composta pelos seguintes membros: diretor: Mario Monteiro, diretor associado: Jefferson Eduardo Ambrozini, além dos conselheiros de unidade que fizeram parte da diretoria: Carlos Alexandre Benitez, Cledir Costa, Alexandro Benitez, Tadeu e Jaquecelia e do capelão Marcus Alves.
No mesmo ano o clube participou do I Campori Regional “Esperança, é tempo de ver Jesus Voltar”, que aconteceu na base náutica em Foz do Iguaçu. Esse Campori esteve sob a liderança do casal de líderes Regional Jorge Humberto Lopez e Andréia Lopez. O Campori ficou marcado para o clube Feras do Iguaçu por ser o primeiro, e também pelos momentos emocionantes e espirituais dirigidos pelo pastor Lauro Crescêncio.
No ano 2001, o clube volta as atividades, com o objetivo de participar do seu primeiro Campori em nível de associação. O Campori - Fazendo Bonito na Trilha do Mestre, foi especial por vários motivos 1º - o clube teve seu primeiro fruto descendo as águas, a juvenil Priscila Ferreira foi batizada, 2º - o clube foi coroado com duas medalhas em provas, essas conquistas fazem parte da história e tradição do clube, onde as conquistas são constantes e os batismos são as bênçãos de DEUS sobre um trabalho inteiramente voltado para conquista de almas.
No ano de 2002, o clube participa do 2º Olimpori regional conquistando várias medalhas e amizades por toda a região. No mesmo ano o clube participa do Campori da união sul brasileira – pontes de amizade e solidariedade. O Campori foi a inspiração da criação do símbolo do clube elaborado pelo então diretor associado Jefferson Eduardo Ambrozini.
No ano de 2003, a direção foi modificada, Jefferson Eduardo Ambrozini tornou-se diretor do clube e auxiliado por Renato Godois e Raquel Moreira, que com muito esforço fizeram a primeira viagem do clube para o Campori em Umuarama: Abrindo Caminhos, onde o então diretor foi investido em líder e o clube ganhou em primeiro lugar na prova da bíblia onde Claudevan Costa e Renato Godois deram essa alegria ao clube.
No ano de 2004, era um ano de preparação para o maior Campori que o clube já havia participado. A direção era a mesma do ano anterior, que trabalhou intensamente, para fazer bonito no III Campori da DSA – Fonte de Esperança, na cidade de Santa Helena. A participação do clube feras do Iguaçu foi exemplar, todos os desbravadores animados para compartilhar emoções com cerca de 20 mil desbravadores, no início de 2005.
No ano de 2005 o clube funcionou normalmente mas com duas direções diferentes, Claudir Dallacort foi eleito diretor no início do ano mas acabou deixando a função para seu associado Rafael Augusto que terminou o ano como diretor.
No ano de 2006 Jefferson Eduardo Ambrozini retornou a diretoria do clube, onde participaram do I Campori Septaregional, na cidade de medianeira.
No ano de 2007, com diretoria renovada onde Claudevan Costa foi eleito diretor do clube e colocou em pratica o projeto “Feras da Natureza”, que foi um grande auxilio para angariar fundos para a viagem do ano, Ponta Grossa, para o Campori Paraná total, onde o clube ganhou os memoráveis troféus, de melhor portal pequeno e entre os 05 melhores clubes em ordem unida do Paraná.
Nos anos de 2008/2009, o clube ficou desativado.
No ano de 2010 Renato Godois foi eleito diretor do clube e reiniciou as atividades, que renderam frutos, um grupo de desbravadores participaram do Campori da união sul brasileira na cidade de Santa Helena. Neste pela segunda vez em sua história o clube investe um Líder, Marcus Alves junta-se a Jefferson nesta condição no Campori Macro-regional de Porto Mendes.
No ano de 2011, Marcus Alves da continuidade ao projeto para reerguer o clube, onde no mesmo ano, cerca de 25 desbravadores a muito custo, mas com muita alegria participaram do histórico, último Campori da “grande” ANP - Decisões Radicais, na cidade de Campo Mourão, onde o clube é o 2º colocado na prova bíblica, com Maycon Jeferson Hsu, aos 11 anos, para manter a tradição. Neste ano 100% dos desbravadores foram investidos em classe. É também neste ano que a o clube define uma nova camiseta, mantendo suas cores originais (azul amarelo e branco), e seus símbolos.
No ano de 2012, Marcos Dornelis Jorge, então regional, foi eleito diretor do clube e o levou ao III Campori Regional “Geração Fiel”.
No ano 2013, Marcos Dornelis Jorge foi reeleito e conduziu o clube a sua primeira viagem extra Campari. A viagem se deu a espetacular a cidade de Guaratuba, onde os meninos e meninas divertiram-se com o mar, alguns visitando pela primeira vez a praia. Neste ano é cunhada a expressão “SOMOS FERAS” a qual designa os membros do clube.
No ano de 2014, Jefferson Eduardo Ambrozini retorna a direção do clube, levando o clube a participação do histórico I Campori da MOPR, “Do Poço para a Glória”.
No ano de 2015, Marcus Alves retorna a direção do clube pela segunda vez, levando o clube a participação do X Campori da USB, “Coração de Rei”. Neste ano é lançada a campanha “FERAS DO IGUAÇU – O CLUBE QUE É D+” a qual celebra os 15 anos do clube.
No ano de 2016 Jefferson Eduardo Ambrozini retorna a direção do clube, levando o clube a participar do II Campori da MOPr "Missão de heróis" em Santa Terezinha de Itaipu - PR . Em 2017 Jefferson Eduardo Ambrozini continua na direção do clube, onde participaram do III Campori da AOP "Guardiões da Verdade" em Toledo - PR, este campori foi marcado pelo inicio da caminhada como diretor do jovem promissor Gabriel Matheus Fernandes, por muita chuva durante o evento e para finalizar a grandiosa conquista do troféu de ordem unida individual e coletiva (Gabriel era o instrutor).
No ano de 2018 Gabriel Matheus Fernandes toma posse oficial do cargo de diretor do clube Feras do Iguaçu, foi um ano de grande batalha e aprendizado à todos da diretoria para chegar ao tão sonhado V Campori Sul-Americano "A Melhor Aventura" no parque do peão, Barretos - SP, em janeiro do ano de 2019 que ficou marcado por ter sido considerado até hoje o maior do planeta.