Club de Conquistadores Luzeiros da Colina
Associação Paulistana

Los datos presentados aquí son de responsabilidad de la directiva del club Luzeiros da Colina
Luzeiros da Colina

Luzeiros da Colina

Conquistadores

  • Miembros 43
  • Directiva 28
  • Total 71

Datos del Club

Fundación

28/08/1975 (43 AÑOS)


Región

REGIÃO 09 - DESBRAVADORES


Dirección

PÇA. PAPA JOÃO X X I I I, Nº 7 - VL. DOLORES
ITAPEVI - SÃO PAULO
06694-050


Reunión principal

DOMINGO
09:00:00


Link externo

Clic aquí para accesar

Clasificación

Em meados de 1975, não haviam igrejas adventistas em Itapevi, há não ser a central. E, consequentemente, clubes de desbravadores também não existiam. A trajetória do clube de desbravadores Luzeiros da Colina, tem muito mais do que 41 anos. Vem de muito mais tempo, e com muito mais histórias.
Tudo se inicia quando o Irmão Josué Souza, visita uma igreja Adventista no bairro de Jardim Utinga em Santo André, após ter recebido estudos bíblicos por uma senhora da mesma igreja.
Ao visitá-la, admirou um coral de jovens cantando, que consequentemente ou não, eram desbravadores. Josué simplesmente achou aquele gesto, bonito. Logo em seguida, se batizou naquela igreja. Passado o tempo, mudou-se para Itapevi, aonde localiza-se a Igreja Adventista do Sétimo Dia central de Itapevi. Atual sede do clube de desbravadores Luzeiros da Colina.
Certo dia, fez ao irmão Assis Soares, a seguinte pergunta:
- Por que não há um clube de desbravadores aqui? O uniforme é tão lindo! - Questionou-o com uma atenção extra ao uniforme.
- Já houve um, porém não seguiu a diante na igreja. - Respondeu Assis.
Então, Josué foi até a Associação Paulistana, comprar algumas apostilas e livros que falassem sobre como criar um clube de desbravadores. Aproveitando que estava lá, conversou com o Pastor Silveira, sobre a ideia de haver um clube em Itapevi. O pastor aconselhou-o a vistoriar os arredores da igreja, e até mesmo o próprio local, para escolher o nome que seria dado ao clube.
Após esta conversa, reuniu-se com o irmão Assis, a irmã Irene Soares, e entre outros líderes da igreja; para a escolha do nome. Foram sugeridos inúmeros nomes, até que Irene deu a ideia de Luzeiro da Colina. Portanto, os líderes ali presentes, concordaram com a ideia.
Passaram-se os dias, e o nome foi levado a Associação, porém, foi registrado no plural "Luzeiros", e não o determinado na reunião, que era "Luzeiro". A ideia "Luzeiro", é de o clube ser como uma luz na colina. Vem e uma passagem da Bíblia, que se encontra no livro de Filipenses, capítulo 2, versículo 15:
"Para que vos torneis irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis no meio no meio de uma geração pervertida e corrupta, na qual resplandeceis como luzeiros no mundo". - Filipenses 2:15
Outro dia, o Pastor Silvestre, foi a IASD central de Itapevi, para avaliar a ligação do nome, com o local. Lembrando, que não poderiam haver clubes com o mesmo nome. Tudo correto, a escolha foi um sucesso!
Tempos depois, o clube já estava na ativa. A idade mínima para inscrição, era como hoje, 9 anos completos. Mas, adultos e crianças podiam se inscrever, diferentemente de agora, pois a partir dos 16 anos, o desbravador já se torna da direção do clube, e deixa de ser desbravador para se tornar um líder. O primeiro diretor foi o irmão Josué Souza, pois foi ele quem deu a ideia inicial; logo em seguida, o irmão Assis Soares juntou-se a ele na direção do clube. Sim, o clube tinha 2 diretores.
Houve um tempo, em que chegamos a ter mais de 100 membros ativos. E, as reuniões eram, e é até hoje aos domingos. Haviam especialidades como lavar e passar roupa, concerto de aparelhos domésticos como ferro elétrico, e etc.
Um dos marcos do clube, era o desfile de 7 de Setembro. Abriam o desfile junto com o Colégio Adventista de Cotia (CAC) faziam um verdadeiro espetáculo, marchando em pleno Corredor Oeste Itapeviense. Muitos paravam para admirá-los, seja por curiosidade, ou algo mais. Havia realmente um batalhão ali treinado. Era como uma "propaganda" que o clube fazia de si mesmo. Criando então, um certo respeito da população de Itapevi. Foi assim que o clube foi ganhando mais membros, e deixando um legado por onde passava.
Todos tinham alguma função, por menor que aparentasse ser. Davam estudos bíblicos em todas as reuniões, e com isto, muitos se converteram ao batismo.
Quem batia o alvo na hora da recolta da igreja, era o clube. Pois, divulgavam o nome da igreja, e criavam aquela pergunta perturbadora "De onde é isto?". E, convenhamos, o uniforme gerava uma enorme curiosidade, e admiração; também fazendo com que não fossem confundidos com outras denominações.
O clube é necessário para a igreja. Cria um agrupamento muito importante nos jovens, e os amadurecem. Para que algum dia, estejam preparados para a igreja, e o batismo. O berço disso tudo, é o clube. E, o que o faz ser um destaque, é a consagração. Uma diretoria dedicada, faz com que os desbravadores se interessem, se dediquem, e sigam os exemplos ali apresentados.
Os jovens destacavam-se por serem muito receptivos.