Club de Conquistadores Mar Azul
Associação Bahia

Los datos presentados aquí son de responsabilidad de la directiva del club Mar Azul
Mar Azul

Mar Azul

Conquistadores

  • Miembros 19
  • Directiva 5
  • Total 24

Datos del Club

Fundación

17/04/1993 (26 AÑOS)


Región

33ª REGIÃO - DBV


Dirección

RUA CRISTOVÃO B. PIRES - PORTÃO
LAURO DE FREITAS - BAHIA
4270000


Reunión principal

DOMINGO
08:28:00


Link externo

Clic aquí para accesar

Clasificación

Como tudo começou...
A primeira presença de clube de Desbravadores na Igreja Adventista do sétimo Dia veio em 1988 no desejo da irmã Eliaci Oliveira que levava alguns juvenis de nossa comunidade para o clube Rosa de Sarom, da igreja de Abaeté, pedindo ajuda ao diretor deste clube, André Soares, para iniciar o ministério em Portão, denominando o clube de Girassol, houve algumas reuniões, mas ainda não era a hora certa.
Depois disso o irmão Aldo, juntamente com Raimundo, Osmar e Eliaci, tentou novamente iniciar o projeto, dando o nome de clube Panda. Fizeram reuniões, caminhadas e outras atividades, mas também nada oficial.
Foi quando, em 1993, o irmão Joabe Lins, que na época era conselheiro do clube Prisma de Dias D’Ávila, assumiu a direção do clube, tendo como associados Rai e Edileuza, secretária Ana Paula, capelão Alex Bahia, instrutor Everson, Tesoureira Maria Ribeiro.
Mas quando o Diretor Joabe Lins foi na Associação Bahia registar o nome do Clube de Panda, teve a surpresa de não poder oficializar, devido já existir um clube com esse nome no campo.
Foi então que o diretor teve a ideia de pôr o nome de: Clube de Desbravadores Mar Azul, por admirar do Mar e sempre observar a sua infinita beleza, oficializando na Associação Bahia no dia 17 de abril de 1993. Daí surgiu o nome das unidades: Agua Viva, Frutos do Mar, Pérola do Mar, Verde Mar, Estrela do Mar e Cavalo marinho.
Com um mês de funcionamento o clube já estava todo uniformizado, com mais de sessenta juvenis e jovens, indo para o Clubão no SESI na Itinga ganhando o segundo lugar, que viveram momentos alegres, de muita felicidade e diversão, onde, caminharam, acamparam e realizaram juntos muitos evangelismos para jovens. Participando também de uma Campal onde o clube foi 5 estrelas.
No ano seguinte, o segundo diretor do clube foi Everson Oliveira no ano de 1994, sendo muito conhecido por sua experiência em ordem unida. Em 1995 o diretor foi Osmar Santos. Vindo no ano de 1996 sob a direção de Alex Bahia.
Já em 1997 tivemos como diretor o irmão Aldo que atuou juntamente com Osmar Santos, Everson Oliveira, Elenice Cunha, Alex Bahia, Eliaci Oliveira, entre outros que compuseram essa direção, nesse período o clube tinha em torno de 20 desbravadores, e foram realizados vários intercâmbios com outros clubes como o de Abaeté e Km 17.
Tendo em 1998 novamente como diretor Everson Oliveira. Todavia, infelizmente o clube ficou inativo no ano de 1999.



Mas a esperança surgiu no ano de 2000 que com um ardente desejo no coração, o jovem Anelbo Sena solicitou a igreja para ser o diretor do clube, escolhendo a sua direção e a treinando-a para capacita-la e assumirem a tão importante responsabilidade.
Na sua primeira reunião começou com dezesseis desbravadores, logo após uma semana de funcionamento já éramos mais de quarenta desbravadores. No dia 26 de abril foi realizado o dia mundial dos desbravadores com uma linda programação pela manhã e logo a tarde a investidura de lenço com os juvenis na Avenida Queira Deus em frente à igreja, onde chamou a atenção da comunidade devido a linda investidura realizada.
O clube até então nunca tinha participado de um Campori, quando recebemos um convite do coordenador da região na época devido termos conquistado um título regional no colégio Darci Mamed, para irmos para o Campori baiano em Serrinha. Ficamos motivados e batalhamos para chegarmos lá para sentir como era estar com mais de três mil desbravadores juntos. E no dia de partirmos parecia um sonho, mas na verdade os olhos dos meninos e meninas brilhavam ao ver o ônibus chegando. Cumprimos todos os requisitos com bastante proveito e ganhamos nosso primeiro título em Campori. Sendo um momento de muita alegria ao receber o título de 5 estrelas. O Diretor Anelbo permaneceu até 2005.
Em 2006-2007 voltou a direção o diretor Osmar Santos. No meado de 2007 quem assumiu a direção do clube foi a irmã Ana Elisa Sena, que com muito zelo finalizou o ano do clube com excelência.
No primeiro trimestre de 2008 quem dirigiu o clube foi Péricles Macêdo, ficando apenas um curto período por ter que assumir a Escola Sabatina da igreja. Em seu lugar ficou a sua irmã, Patrícia Bahia, que realizou acampamento e exposições que fizeram muito sucesso na época.
Por dois anos seguidos em 2009 e 2010 Vinicius Pimentel com muito zelo e organização desempenhou um papel fundamental no clube, onde muitos jovens se decidiram ao batismo, um período de grande movimentação na igreja. Nesse período, houve o grande Campori de Rio Grande do Norte (2010), onde tivemos que conseguir 2 mil reais em 2 meses, e o clube com a ajuda de Deus e toda força e empenho conseguiu o valor e esse foi mais um troféu 5 estrelas que o clube recebeu.
Em 2011 sob a diretoria de Maria Hilda Silva, que com muita garra levantou o clube com tudo que podia, continuando o belo legado que o clube conquistou.
Retornou a direção do Clube em 2012, o diretor Vinicius, que com empenho levou o Mar Azul para o Campori de Salinas em 2013.
Logo após, em 2014 e 2015 Leide Cunha realizou a sua contribuição com o clube, um período muito lindo e de muita luta, em que esteve presente com suas desbravadoras, neste período o clube era composto apenas pela Ala feminina, valendo reforçar o esforço das conselheiras Regiane e Ranessa que foram a fundo para o avanço do clube. Foram realizados acampamentos, caminhadas, clubões e investidura de classe de grande parte do clube.
Mas novamente o clube passou por dificuldades e nos anos de 2016 e 2017 o clube ficou inativo. Nomeou a igreja nesses anos diretores para dar continuidade ao trabalho que era realizado no clube, mas infelizmente não foi adiante.
Mas o bom filho a casa torna, e em 2018 a irmã Maria Hilda Silva retornou a central de portão para que pudesse erguer novamente o Mar Azul, e assim o fez, tendo investidura no dia 15 de setembro no final da semana do lenço. Houve dois acampamentos nesse ano, e participação na vigília da 33° região. E batismo de desbravadores na semana da primavera e na celebração no estádio do Pituaçu em setembro.
E aqui estamos, em meio a tantas histórias, marcas e legados que o clube deixou na vida de muitos. Desse clube saíram grandes líderes, muito até mesmo pastores de nossa igreja. Um clube com tanta história para contar, tenho certeza que muitos aqui que já fizeram parte no mar azul tem muito mais a acrescentar nessa história narrada aqui.
Atualmente em 2019 o clube está sob a direção do diretor Isac Caires de Sá, com 20 desbravadores.
O Mar Azul participou de 6 Camporis, todos eles com 5 estrelas: Campori de Serrinha com o tema Acampe conosco, o de Aracaju; o Baianão que aconteceu em Feira de Santana e também em Camaçari, o Campori nascidos para brilhar no Rio Grande do Norte e o Campori baiano compartilhando esperança em Salinas, em junho estaremos prontos para mais um Campori, o campori Vencedores onde com a graça de Deus iremos e voltaremos com mais umas cinco estrelas no peito.
Mar Azul, Diretor, iSAC CAIRES DE SÁ