Club de Conquistadores Hagnos
Missão Pará Amapá

Los datos presentados aquí son de responsabilidad de la directiva del club Hagnos
Hagnos

Hagnos

Conquistadores

  • Miembros 13
  • Directiva 10
  • Total 23

Datos del Club

Fundación

14/03/2017 (2 AÑOS)


Región

04ª REGIÃO DBV PARÁ - NOVA ESPERANÇA/PAAR


Dirección

PASSAGEM DOM PEDRO PRIMEIRO - COQUEIRO
ANANINDEUA - PARÁ
67120000


Reunión principal

DOMINGO
08:00:00


Link externo

Clic aquí para accesar

Clasificación

O clube de Desbravadores desenvolve atividades para juvenis de 10 a 15 anos. Esta é a idade das mudanças, e na maioria das vezes, as crianças não estão preparadas para o fato. Não entendem o que está acontecendo consigo e muitas vezes não são entendidas. Aparecem reações e mudanças físicas e sociais que nunca experimentaram.

O garoto começa a usar o porte, a palavra criança já não soa bem. A menina começa a mudar o comportamento diante do grupo. Passam a evitar o meio infantil e tentam se entrosar com os maiores e imitá-los. Não querem pertencer à sociedade dos guris, mas ainda não são aceitos no grupo dos jovens. É uma fase de instabilidade, quando o juvenil se sente sem lugar.

Geralmente há grande carência afetiva neste período, e é ai que muitos pais perdem seus filhos. O Clube de Desbravadores surge no cenário, abrindo um espaço próprio para agasalhar estes menores. Equilibrando alegria e aventura com regulamentos e princípios. Foi criada uma didática que desafia o espírito de aventura, alimenta a sede de descobertas e canaliza as energias.

Dentro de um programa de trabalho sério, num clima de alegria e muita amizade, tratamos de envolver o juvenil em grupo próprio à sua idade, encher sua adolescência de muita bagagem boa e ajudá-lo a atravessar melhor a difícil fase da puberdade. Procure conhecer melhor os Desbravadores. Vista simbolicamente essa camisa dando seu apoio. Nosso lema é: "Salvemos as crianças ou pereceremos com elas".

São juvenis de ambos os sexos que possuem objetivos e ideais bem definidos, os quais proporcionam um desenvolvimento harmônico das faculdades físicas, mentais e espirituais. São juvenis que possuem de 10 a 15 anos, mas desde o momento em que se tornam Desbravadores, aprendem a lei do amor próprio, do amor pelo próximo e do amor para com Deus.

O Clube de Desbravadores não é apenas uma organização regional, mas se trata de uma organização mundial.

Após ingressar num Clube de Desbravadores o juvenil tem a sua vida mudada. Todos os seus passos são cuidadosamente observados. Seu desempenho como aluno, seu comportamento na escola, em casa, seu relacionamento com os semelhantes e superiores, são cuidadosamente observados, por isso, todas as semanas, reúnem-se com o objetivo de serem avaliados, orientados e ensinados por líderes devidamente capacitados e treinados, que proporcionam momentos de aprendizagem, num programa desenvolvido pela Igreja Adventista do 7º Dia que visa unicamente a educação e formação para vida do juvenil.

Todos nós lutamos por um grande ideal, o de servir. Em nós estão impressas as marcas do patriotismo, que são notórias em todas as atividades que desenvolvemos. Somos apaixonados por nossas atividades e pela nossa luta que é cada dia maior para desenvolvermos bem todas as nossas tarefas e responsabilidades que nos são tão confiadas.

Por isso, ser um Desbravador é participar de uma grande aventura e ter uma vontade incrível de vencer na vida.


Os desbravadores são conhecidos em todo o mundo. Veja como se fala DESBRAVADORES em 17 línguas diferentes:

Desbravadores

Pathfinders

Conquistadores

Explorateur

Verkenner

Watafuta Njia

Eclaureur

Explorator

Palilenuee

Baanbrekers

Pfadfinder

Nvou Iboauak

Wachter

Exploratore

Mpisavalalana

Kwanhwehwefo

Mot Ba Lome A Ke


Em todo o mundo existem quase 1.300.000 Desbravadores. A idade desses juvenis varia de 10 a 15 anos. Reúnem-se 1 ou 2 vezes por semana para aprenderem a superarem-se mediante os programas e oportunidades que oferecem os Clubes locais, que são cerca de 44 mil Clubes ao redor do globo, em todos os países que tem presença adventista. O que equivale a 140 países.

O Clube de Desbravadores não proporciona somente divertimentos e tampouco é um serviço semanal para cuidar de menores. É um programa oficial da Igreja Adventista do Sétimo Dia, que começou em 1950, e se desenvolveu com a única idéia de educar e formar o caráter.


Um bom Clube de Desbravadores ensina prontidão, limpeza, destreza física, mental, espiritual e serviço à comunidade (campanha do agasalho, campanha contra a fome, visitas aos necessitados, etc.).


Há precisão, seja nos trabalhos manuais ou nas especialidades. Existe respeito, cortesia e obediência de qualidade excelente. Há patriotismo e uma idéia clara dos deveres do cidadão. Há uma promessa de fidelidade à bandeira e compromisso com a comunidade.

Os desbravadores (que não tem nenhum vínculo com os escoteiros de Baden-Powell) oferecem variedade de experiências e oportunidades. É um serviço educacional, feito para formar belos caracteres juvenis.


Os desbravadores são garotos e garotas de 10 a 15 anos comandados por líderes que normalmente são acima de 16 anos, anunciando a esperança de um mundo melhor através da prática do ensino Cristão. Os desbravadores usam um uniforme com emblemas que representam seu conhecimento e treinamento, e marcham sob uma bandeira que carrega com ela o sonho de cada um deles: o perfeito desenvolvimento físico, mental e espiritual com coragem, pureza e lealdade.

Os desbravadores são cerca de 2 milhões atuando em mais de 130 países, com mais de 40.000 clubes locais. Os Clubes de Desbravadores existem desde 1950, é um programa oficial dirigido pela Igreja Adventista do Sétimo Dia.

Eles crêem que a Bíblia é a palavra de Deus, um guia que induz à mais alta qualidade de vida e serviço ao próximo. Por isso, se distanciam de maus hábitos que causam danos à saúde ou à família e ajudam aos que passam por carências físicas ou emocionais. Eles confiam na Segunda Vinda de Jesus, que nos trará um tempo e um lugar de paz eternos, acima e além das coisas desse mundo. O que os motiva a buscar a cada dia uma vida cristã sem preconceitos. A lei sempre em vigor é a de amar a Deus acima de todas as coisas e amar ao próximo como a si mesmo.

Eles vibram com as atividades ao ar livre, como: acampamentos, caminhadas, escaladas, explorações nas matas e cavernas. Sabem cozinhar ao ar livre, fazem fogo sem fósforo, são hábeis em nós e amarras, entendem de primeiros-socorros, desenvolvem a auto-estima através de ordem unida e marchas. A criatividade é despertada pelas artes manuais. Trabalham em equipe, são úteis a igreja e a comunidade. Participam ativamente de campanhas comunitárias de ajuda aos carentes. Amam a Deus e a pátria. Uma vez por ano eles se encontram no Campori, que é uma grande concentração de Desbravadores de varias regiões, para atividades conjuntas, amizades e instrução.

Se você ainda não é um desbravador, você está convidado a se unir a eles no ideal de servir a Deus e ser amigo de todos. Eles estão à disposição de todos, sem distinção de credo, raça ou situação social, e atendem a gostos que compreendem idealismo, aventura e amizade.

Estamos presentes em mais de 140 países, em aproximadamente 90.000 clubes e quase dois milhões de participantes. Somos uma grande família mantida pela organização mundial dos Adventistas.


Temos entre 10 e 15 anos, pertencemos a diferentes classes sociais, raças ou religiões, mas temos os mesmos princípios e interesses. Cremos que a Bíblia é a palavra de Deus, que seus ensinamentos nos apresentam a verdadeira qualidade de vida e nos ensinam o serviço aos outros. Por isso, procuramos ajudar a todos os que passam por carências físicas ou emocionais, ao mesmo tempo que nos afastamos dos maus hábitos que fazem mal à saúde ou à família.


Nosso clube se reúne a cada domingo, desenvolvendo atividades que nos ajudam a estar bem preparados para enfrentar a vida, servir à comunidade e preservar a natureza. Nós vibramos com atividades ao ar livre, como acampamentos, caminhadas, e escaladas. Aprendemos, inclusive, a cozinhar em meio a natureza, fazendo fogo sem fósforo.


Usamos um uniforme com emblemas que representam nosso treinamento, e marchamos sob uma bandeira que simboliza tudo o que sonhamos: o ideal de desenvolvimento físico, mental e espiritual, com muita coragem, pureza e lealdade.


Se você é daquelas pessoas que buscam o que existe de melhor na vida e acreditam no que Jesus Cristo ensinou, venha participar conosco. Nossa clube oferece idealismo, aventura e amizade do jeito que os jovens gostam. Não fazemos distinção de raça, crença ou classe social, mas somos uma organização internacional de jovens cristãos idealistas, sempre ao seu dispor.
Qual o significado da palavra “santo”, “sagrado” no original grego e hebraico? Os escritores do Novo Testamento usaram a palavra ἅγιος (hagios DBLHebr 5219, 7705, 7731; Strong 40 e 39; TDNT 1.88), com as terminações ία, ον. Seus sinônimos são ιερος, οσιος, αγνος, σεμνος. Nenhuma destas palavras tem necessariamente algum significado moral no grego clássico. Aquelas que agora têm tal significado, desenvolveram-no no grego bíblico.

ιερος (hieros) significa sagrado. Implica em uma relação especial com Deus, que não deve ser violada. Refere-se, no entanto, a uma relação formal antes que a caráter. Designa uma relação externa, que ordinariamente não implica numa relação interna. É usada para descrever pessoas ou coisas. É a palavra mais comum para santo no grego clássico, e expressa sua concepção usual de santidade, mas é rara no N.T. porque não é adequada para expressar a plenitude da concepção do N.T.

οσιος (hosios) usada de pessoas ou coisas, descreve aquilo que está em harmonia com a constituição divina do universo moral. Daí, é aquilo que está de acordo com a ideia geral e instintiva de “direito”, “o que é consagrado e sancionado pela lei universal e consentimento” (Passow), antes do que algo que está de acordo com algum sistema de verdade revelada. Como contrário a οσιος, i.e. como ανοσια, os gregos consideravam, p.ex., um casamento entre irmão e irmã, comum no Egito, ou a omissão dos ritos de sepultura de um parente.

αγιος (hagios) tem provavelmente como seu sentido fundamental “separação, i.e., do mundo a serviço a Deus. Se não original, é um sentido em uso desde longa data. Esta separação, de qualquer forma, não é principalmente externa. É antes uma separação do mal e da corrupção. Realmente importante, então, é o significado moral da palavra. Esta palavra, rara e de sentido neutro no grego clássico, desenvolveu o seu sentido, de tal forma que expressa a concepção completa de santidade do N.T. como nenhuma outra.

αγνος (hagnos) está provavelmente relacionada a αγιος. Significa especificamente puro, mas, é provável, unicamente num sentido cerimonial, senão teria um significado moral. Descreve, algumas vezes, liberdade das impurezas da carne.

σεμνος (semnos) é aquilo que inspira reverência ou temor. No grego clássico é frequentemente aplicada aos deuses. Mas frequentemente tem a ideia inferior daquilo que é humanamente venerável, ou mesmo que se refere simplesmente às aparências, como o que é magnificente, grande, ou impressivo.

O equivalente em hebraico no Antigo Testamento. קֹדֶשׁ , Êxo 3:5; Nee 11:1; Sal 14:1(Sal 15:1); Isa 52:1; Isa 66:20; Dan 11:28. קָדוֹשׁ , Lev 19:2. Isa 6:3. קֹדֶשׁ , Isa 62:12. Dan 7:27. A.T.

A) Como adjetivo

1) De coisas.

A) Dedicadas a Deus, santas, sagradas. Em outras palavras, reservadas para Deus ao seu serviço: Mat 4:5; 24:15; 27:53; Luc 1:72; At 6:13; 21:28; Rom 1:2; 2Ti 1:9; 1Pe 2:5; 2Pe 1:18; 2:21; Ap. 11:2; 21:2; 21:10.

B) Puro, perfeito, digno de Deus: Rom 7:12; 12:1; 1Co 3:17; Efe 2:21; 2Pe 3:11.

2) De pessoas.

A) Deus, santo : Luc 1:49; Jo 17:11; 1Pe 1:16; Ap. 4:8; 6:10.

B) Cristo, santo : Luc 1:35; At 4:27; 4:30.

C) Do Espírito Santo : πνεῦμα ἅγιον.

D) De anjos : Mar 8:38; Luc 9:26; At 10:22; Jud 1:14; Ap. 14:10.

E) De pessoas humanas santas, consagradas à Deus: Mar 6:20; Luc 1:70; 2:23; At 3:21; 1Co 7:14, Efe 1:4; 3:5; 5:27; Col 1:22; Heb 3:1; 1Pe 1:15-16; 2:9; 3:5; 2Pe 3:2.

B) Como substantivo.

Em um singular neutro. Santuário. מִקְדָּשׁ , Núm 3:38. Eze 45:18; Heb 9:1. No plural, lugar santo, lugar santíssimo : Heb 8:2; 9:2-3; 9:8; 9:12; 9:24; 9:25; 10:19; 13:11. No masculino, ἅγιος, ου, ὁ, se referindo à Cristo: Mar 1:24; Luc 4:34; Jo 6:69; At 3:14; Ap 3:7. Compare com קָדוֹשׁ , Sal 105:16. Alguns creem que οἱ ἅγιοι nas seguintes passagens se referem à anjos, mas outros pensam ser à homens santos. קָדוֹשׁ , Sal 88:6; Zac 14:5. 1Ts 3:13; 2Ts 1:10. Também usado para homens santos, crentes em Deus, οἱ ἅγιοι: At 9:13; 9:32; Rom 1:7; 8:27; 12:13; 15:25; 1Co 1:2; 6:1; 2Co 1:1; Efe 2:19; 3:8; Flp 4:22; Col 1:4; 1:26; 1Ti 5:10; Heb 6:10. Compare com: קָדוֹשׁ , Isa 4:3; Sal 33:10; קַדִּישׁ , Dan 7:18. 7:21.