Club de Conquistadores Vitória em Cristo
Missão Oeste Do Pará

Los datos presentados aquí son de responsabilidad de la directiva del club Vitória em Cristo
Vitória em Cristo

Vitória em Cristo

Conquistadores

  • Miembros 6
  • Directiva 4
  • Total 10

Datos del Club

Fundación

26/04/1998 (22 AÑOS)


Región

R19-DBV


Dirección

AVENIDA AYRTON SENNA Nº 242 - COMERCIAL
VITÓRIA DO JARI - AMAPÁ
68924-000


Reunión principal

DOMINGO
08:00:00


Clasificación

O Clube de Desbravadores foi oficializado em nível mundial no ano de 1950 pela Associação Geral da Igreja Adventista do Sétimo Dia.
Contudo, somente em 1959 foi oficializado o primeiro Clube de Desbravadores no Brasil. A partir desse momento foi se espalhando nos Estados e Municípios do País, esse projeto voluntário fantástico que trabalha com meninos e meninas de 10 a 15 anos, buscando desenvolve-los fisicamente, mentalmente e principalmente Espiritualmente.

Os anos foram passando e chagamos ao ano de 1998, ano no qual o Município de Vitória do Jari completaria 1(um) ano de emancipação no mês de Setembro como município do Estado do Amapá.

Muitas famílias estavam naquele período migrando para o Município, devido a Fábrica Jari Celulose estar contratando operários para trabalhar na mesma desenvolvendo o papel. Logo, surgi no coração de um Jovem, membro da atual Igreja Central de Vitória, o desejo de trabalhar com adolescentes, para que os mesmos saíssem das ruas, pois já que era um município em fase de crescimento, os adolescentes estavam sujeitos a se envolver em formação de gangues, drogas, brigas, etc. Porém, esse Jovem se achava incapaz, sem ferramenta e apoio para colocar o projeto em prática. Contudo, ele orou e entregou nas mãos de Deus para encontrar uma forma daquela ideia se tornar uma realidade.

Era início de Abril de 1998, chegou a notícia que havia chegado um novo pastor para o Distrito de Monte Dourado (Pastor Moisés). Como naquele período o Distrito era pequeno em quantidade de Igreja, o pastor se fazia mais presente com suas ovelhas e chegou a conhecer o Jovem Evanildo Lobato Mendes, onde que o passou a ideia do projeto de fundar um Clube de Desbravadores para recrutar os adolescentes e retirar os mesmos da rua. O pastor deu total apoio a ideia e vendo que o Jovem era interessado, estudou com o mesmo o cartão de Líder buscando sua formação e para dar início ao projeto resolveu fazer uma conferência com séries de Estudos da Bíblia voltados para jovens e Adolescentes, aproveitando que era período da Semana Santa.

Com o pastor a frente da conferencia, sendo o palestrante e com apoio da igreja local, todas as noites do mês aconteceram os estudos da bíblia, tendo brincadeiras, dinâmicas voltadas aos Jovens e aos Adolescentes. Ali foi o início de uma parceria evangelística entre os Desbravadores e a Classe Batismal que deu certo tendo várias famílias se entregando ao salvador de nossas vidas. Dessa parceria surgiu então o nome do Clube, VITÓRIA EM CRISTO, pois foi uma grande vitória ter alcançado tantas pessoas para Cristo e para o clube, tendo 62 pessoas inscritas para o Clube no final da conferencia.
O Clube de Desbravadores Vitória em Cristo foi oficializado no dia 26 de Abril de 1998, na ocasião o pastor entregou para o Diretor Nomeado Evanildo Lobato Mendes um lenço de Líder por ter cumprido todos os requisitos do cartão de líder e ter conseguido junto com a igreja fundar o Clube.
Posteriormente o Clube foi se estruturando na direção de Evanildo e se consolidando de forma organizacional e mantendo seu objetivo de salvar do pecado e guiar no serviço.

No ano de 1999, o Clube participa então de seu primeiro Campori que aconteceu no município de Prainha no Pará, onde que o clube veio com a classificação “A”, considerado um grande feito por muitos, já que o clube tinha aproximadamente um ano de existência. Quando o clube retornou de seu primeiro Campori, voltou mais revigorado, animado, novas ideias e muitos novos inscritos ingressaram no então vitória em Cristo. O trabalho continuou e aquele ano foi um ano de vitórias.

No ano de 2000, o clube não participou de Campori, mas realizou as suas reuniões normais de fim de semana, fazendo acampamentos locais, caminhadas, passeios e a direção participou de um treinamento de sobrevivência na mata que ocorreu em Macapá, onde os representantes do clube trouxeram um troféu de honrar ao mérito como destaque do treinamento.

No ano de 2001, o clube passou por uma crise e a direção entrou em conflito, resultando na desistência de alguns desbravadores e o clube acabou sendo desativado. Mas os que restaram da direção e alguns desbravadores se uniram a outro clube e participaram de um Campori que aconteceu na capital do Estado, Macapá.

Posteriormente, no ano de 2002, os desbravadores e alguns membros da direção que participaram do campori em Macapá, confiaram em Deus e acreditaram que poderiam ativar o clube novamente. Juntos conseguiram naquele ano realizar as reuniões normais na direção de Edson um Jovem que estava de passagem por um tempo no município, mas que não ficou por muito tempo, tanto que o ano acabou e a direção se desfez.

Ano de 2003, Evanildo resolve assumir a direção do Clube novamente, conseguindo reerguer fazendo as reuniões normais de fim de semana, caminhadas, passeios e chegando a participar de um Campori chamado Heróis de Hoje, que aconteceu na Fazenda do Prefeito de Vitória do Jari. O clube saiu do evento com a classificação 4(quatro) estrelas, nova forma de classificação. Saiu do local parabenizado, pois a pouco tempo havia retornado as suas atividades e conseguiu a classificação de 4(quatro) estrelas, foi um ano de vitória.

No ano de 2004, o clube permaneceu com suas reuniões normais e fazendo atividades locais. Mas infelizmente no final do ano, surgiu um outro conflito com a direção do clube e ela se desfez, trazendo resultados drásticos e ficou inativo até o ano de 2006.

Ano de 2006, as crianças da igreja local cresceram e agora eram adolescentes, com desejo de serem um dia desbravadores, mas não tinha um líder que pudesse pegar essa responsabilidade e missão de ativar o clube novamente.

Era meados do ano, foi então, que Deus em sua infinita sabedoria abre as portas de trabalho para um Jovem casal que residia em um município vizinho, Laranjal do Jari, e agora eles decidem vim morar para Vitória do Jari, no Bairro da Prainha, passarela bom sossego. Ali eles resolvem frequentar a igreja Central de Vitória, pois perceberam que era uma igreja com muitos adolescentes, porém, sem um Clube de Desbravadores, departamento esse que o casal é apaixonado, tanto é que ambos tem orgulho em dizer que foi o Clube de Desbravadores que trouxe eles a princípio para a igreja e amor de Cristo os alcançou para trabalharem nesse ministério. Logo falaram com a Comissão da Igreja local sobre os planos para ativar o Clube Vitória em Cristo, mas para isso precisariam de apoio da igreja e demais membros na direção do clube. Assim, de forma carismática conseguiram mais dois membros para a direção a princípio, sendo Doriléia Gomes Meireles nomeada como diretora, Ângela Maria Siqueira com diretora associada, Elenilson da Mota como diretor associado e Jonas Carvalho Viana como Secretário e Capelão.

No ano de 2007, foi um ano de recomeço, um ano de se estruturar, de se organizar e levar aqueles adolescentes a se condecorar, admitir em lenço, etc. As reuniões de sábado e domingo aconteceram. Para fechar aquele ano com chave de ouro foi feito uma grande cerimônia de admissão de lenço, onde todos os membros do clube foram admitido, inclusive os membros da direção.

Ano de 2008, o clube permanecia se organizando, os adolescentes estavam aprendendo tudo sobre o clube de desbravadores, já havia realizado caminhadas, pernoites, acampamentos, passeios, reuniões normais, cumprido o cartão de aspirantes, realizado algumas especialidades e estavam desenvolvendo as classes regulares.

Para encerrar aquele ano de bons feitos, o Clube participou de um Campori encontro de regiões que aconteceu nas proximidades da cidade de Porto de Moz. O Campori foi fantástico para o clube, pois conseguiram colocar em prática muitas coisas que vinham aprendendo nas reuniões e saíram do acampamento com a Classificação de 5(cinco) estrelas e muito mais conhecimento.

Ano de 2009, As reuniões do clube continuaram, novos adolescentes se inscreveram ao clube e o mesmo só crescia realizando especialidades, classes, caminhadas, treinamentos, etc.

Ano de 2010, o casal Jonas e Doriléia, tiveram que ir morar em um outro município vizinho, chamado de Munguba no Pará. Com isso, foi nomeada Ângela Maria como diretora do Clube e Josiangela Andrade como sua associada, com apoio de alguns adolescentes que eram desbravadores, mas que agora já tinha idade para atuar na direção como conselheiros. Assim, as reuniões deram continuidade.

Naquele mesmo ano o clube chegou a participar de um campori da região, onde conseguiu se desenvolver e se destacar entre os clubes e trouxe para a igreja local troféus de destaques e de classificação 5(cinco) estrelas.

Ano de 2011, foi preciso fazer mudanças na direção do Clube, pois todos os seus líderes de frente tomaram rumos diferentes na vida e uns tiveram que ir morar em Santarém, outros em Macapá. Assim o clube encontrava-se sem direção e corria o risco de paralisar novamente. Porém, em meio aos desbravadores, conselheiros associados, tinha um jovem que havia acabado de completar os seus 18 anos, meio que experiente, já participava no clube desde os seus 12 anos de idade, passando por todas as fazes, aspirante, desbravador, tesoureiro e secretário de unidade, capitão, conselheiro associado, conselheiro, instrutor, diretor associado por curto período e agora poderia ser nomeado como diretor do Clube. E foi exatamente o que aconteceu, Paulo Ricardo da Silva de Almeida foi indicado pela diretora Ângela Siqueira, para ser nomeado Diretor do Clube de Desbravadores Vitória em Cristo. Se fez membro da direção do Clube Jonatas Fernando Ramalho Cunha como seu Secretário e Josiely Thalyne Fontão Alves como sua Associada. Juntos recrutaram mais desbravadores para o clube e formaram 6 (seis) unidades, sendo 3(três) feminina e 3(três) masculina. As reuniões aconteceram no decorrer daquele ano com sucesso nas atividades desenvolvidas.

Ano de 2012, as reuniões do clube continuavam a todo vapor, agora aqueles três jovens mobilizaram mais membros da igreja adultos para participar do Clube. Contando agora com a Edilene Fontão Azevedo e Daniel Gemaque. Juntos conseguiram estruturar o clube com barracas, tendas, uniformes, etc.

Ano de 2013, o clube estava empolgado, participando dos treinamentos da região, reunião normal, classes, especialidades, passeios, caminhadas, pequenos grupos, classe bíblica, acampamento local, etc. Para fechar o ano com chave de ouro, participaram de um Campori a nível de Associação com mais 3 mil pessoas inscritas em Macapá, Campori Jesus Minha Fortaleza, o ultimo da Associação Baixo Amazonas – ABA, desse campori saíram 5 estrelas, com muito aprendizado. Naquele mesmo ano receberam um boletim de convite para o Campori da Missão Oeste do Pará – MOPa, que aconteceria no ano seguinte em Santarém – PA.

Ano de 2014, as reuniões do clube estavam acontecendo, tendo como foco a formação dos Desbravadores e Líderes, tendo como objetivo o segundo Campori da MOPa. Buscaram se estruturar mais ainda com barracas, tendas, banquinhos, uniformes, bandeiras e banderins, quadros, etc. Novos membros na direção, agora tento Paulo Almeida, Jonatas Cunha, Edilene Azevedo, Daniel Gemaque, Valdinar Santos, Maria do Socorro, Rosanete Silva, Robson Silva, Naylla Silva e Silvana Magalhães. Foi um ano que a quantidade de desbravadores estava em média de 80 desbravadores. Aquele ano foi um ano fantástico para o clube, participando no final daquele campori com mais de 60 membros, saindo de lá com a classificação de 5 estrelas.

Ano de 2015, o clube permanecia em seu objetivo, salvando do pecado e guiando no serviço. Agora era um clube reconhecido em todo o distrito, um clube de tradição, membros de outras igrejas da região queriam participar do Clube Vitória em cristo. Era um clube consideravelmente grande, tanto em quantidade de desbravadores e na direção. O limite para eles era o céu. Queriam mais e mais desbravadores se inscrevendo para participar do clube. A direção se empenhava em ideias para atrair meninos de 10 a 15 anos.

No início daquele ano tiveram a ideia de fazer então um acampamento de unidade do clube local, mas não seria um acampamento qualquer, seria um acampamento a nível de Campori. Cada unidade seria como se fosse um clube, cada Capitão como se fosse o diretor e assim por diante. A unidade deveria se organizar em tudo desde o portal de acampamento até os quadros para concurso, etc.

O diretor Paulo Almeida, passou a ideia para o Regional Jonas Carvalho, que por sua vez achou a ideia fantástica. E disse que deveríamos não apenas fazer aquilo com o Clube Vitória em Cristo e sim com todas as unidades da Região participando. Com isso, a ideia foi lançada para os líderes da região e foi aprovada com louvor. Mas deveriam ter um nome para o evento, por que não seria um simples acampamento de unidade. Então o diretor Paulo Almeida sugeriu o nome UNIDORI e foi aceito por todos. Logo o diretor com o regional montaram o primeiro boletim do UNIDORI, com o tema Inteiramente Fiel, como base a história de Daniel na cova dos Leões, data para inscrição, requisitos para as unidades cumprirem, concursos que participariam, estrutura da unidade, organização da mesma na secretaria, etc.

O UNIDORI aconteceu no meio do ano, no primeiro fim de semana do mês de Julho e foi fantástico, teve festa aqui na terra pelo evento e teve festa no céu pelos desbravadores que entregaram suas vidas ao senhor pelo batismo.

Logo na próxima semana que chegaram do acampamento. Iniciou então a missão Calebe, os desbravadores permaneciam empolgados com tudo e participaram fervorosos na Missão.

No segundo semestre do ano, depois da Missão o clube só crescia e não tinha mais como suportar na igreja a quantidade desbravadores nas reuniões locais. Então o diretor tem outra ideia. Iriam fazer agora uma Olimpíada no clube, com base as especialidades recreativas como modalidade. O mesmo passou a ideia para o Regional e o mesmo apoiou, mas com a condição de fazermos a nível de Região, só para ver se teria o mesmo sucesso do UNIDORI.

Com isso, tudo foi organizado no início do segundo semestre, desde do instrutor das especialidades até a forma de inscrição das unidade como times para a Olimpíada, etc. Então foi criado um nome para o evento também, OLIMPORI. Mas a princípio, os planos do clube Vitória em Cristo era fazer o evento para que pudessem recrutar mais desbravadores para participar do clube, mesmo já estando superlotado nas reuniões. Para que com o resultado depois do OLIMPORI pudessem desmembrar o clube, dividir para multiplicar na região. O clube Vitória em Cristo, agora estaria fundando um novo Clube em um bairro chamado Santa Clara, que tinha um grupo de Adventista que realizava seus cultos e um clube lá fortaleceria o grupo. Esse era um sonho do clube Vitória em Cristo. Agora realidade, foi então fundado o Clube Jerusalém, onde que a direção foi formada por Líderes que pertenciam ao clube vitória em Cristo, sem falar de alguns desbravadores que pertenciam ao clube Vitória em Cristo e agora seria melhor para eles participarem no clube Jerusalém.

Ano de 2016, mesmo com o desmembramento do clube por ter fundado um outro clube, o Vitória em Cristo permanecia um clube grande com seis unidades. As reuniões continuavam normais, cartão de aspirante, especialidades, passeios, etc. Mas as classes não conseguia desenvolver com todos os membros do clube como conseguia fazer com as especialidades. Era algo que preocupava a direção do clube. Porém, as atividades continuavam, tudo estava seguindo seu curso.

Com a fama do primeiro UNIDORI, o diretor do clube local chamou o regional para realizarem o segundo UNIDORI e eles realizam novamente com o tema DERRUBANDO GIGANTES, com base na história de Davi derrubando o gigante Golias, porém, com mais estrutura, qualidade e um ambiente maior, assim a quantidades de unidade dobrou para o acampamento e também dobrou a quantidade de desbravadores que entregaram suas vidas ao salvador por meio do batismo.

Novamente chegaram fervorosos na Missão Calebe, apoiando o projeto em todas as áreas e conseguindo mais pessoas ao batismo.

Depois foi realizado o segundo OLIMPORI, com especialidade diferentes recreativas como modalidade, porém, agora não só a nível de região e sim a nível de Distrito, já que o distrito de Mote Dourado tem duas regiões na área dos desbravadores. O evento aconteceu e foi um sucesso e novamente vários meninos e meninas ingressaram ao clube Vitória em Cristo.

Com isso, a direção mais uma vez resolve desmembrar, dividir para multiplicar para a região, duas vezes esse feito em ano seguido para honra e glória de Deus, foi fundado mais um clube em outro bairro do município, bairro da Mina, Clube Seguidores de Cristo pertencente a um Grupo formado de Adventistas. Novamente alguns membros da direção do Vitória em cristo foram formar a direção no novo clube fundado, sem falar de alguns desbravadores que pertenciam ao clube Vitória em Cristo e agora seria melhor para eles participarem no Seguidores de Cristo.

Ano de 2017, o clube local sentiu um pouco o desmembramento dessa vez, mas permaneceu com suas atividades. Com isso, no início daquele ano saíram para recrutar mais aspirantes para o Vitória em Cristo. Agora o pensamento era qualidade e não quantidade, mas se a direção conseguisse alcançar muitos desbravadores, não iria descarta-los. O plano do Diretor agora era fazer com que a direção do Clube pudesse realizar tudo sem depender dele, por que ele acreditava que a direção era capaz de fazer vários feitos, até por que ele além de ser diretor do Vitória em Cristo, ele era diretor do Clube de Líderes da Região também.

Mas a direção surpreendeu naquele ano e recrutaram vários aspirantes ao clube. Sem falar que naquele ano o clube se inscreveu para um Campori Inter regiões, onde participaram dos concursos e saiu do Campori com a classificação de 5 estrelas e lá pôde ver os outros dois clubes que havia fundado participando de seu primeiro Campori. Foi uma experiência fantástica.

E naquele mesmo ano a direção ainda participou de mais um Campori, mas só que de Líderes na escola Adventista da MOPa, o IATAI, participando pelo Clube de Líderes Pioneiros do Jari, que tinha como diretor Paulo Almeida e vieram de lá com a classificação de Ouro e muito bem cogitado em toda a Missão Oeste do Pará – MOPa, sendo um clube Padrão.

Ano de 2018, houve uma reunião de Comissão da 19ª Região, na reunião votaram escolhendo o atual diretor do Clube Vitória em cristo como Regional, foi apoiado por todos. Com isso, ele teve que deixar o clube com a sua direção e apontou Elna do Nascimento como Diretora e as reuniões do Clube aconteceram naquele semestre, tendo realizado o cartão do aspirante, especialidades, classe bíblica, passeios, etc.

Naquele semestre as unidades do clube se inscreveram então para o terceiro UNIDORI, mas foi diferente, o clube não teve uma boa representação como de costume. Porém, as unidades que foram participaram e vieram com a classificação de 5 estrelas.

Posteriormente participaram da Missão Calebe, ajudaram no que podiam e conseguiram levar pessoas ao batismo.
Para o segundo semestre estava cogitado ser realizado o terceiro OLIMPORI, mas só que desse vez seria diferente, agora ele seria online, com base nas especialidades missionárias, cada unidade organizaria seu quartel general, com wifi, notebook, celular com whatsapp, especialidades para realizar na prática, missões, etc.

Contudo, infelizmente ficou na vontade de participar para os desbravadores do Clube Vitória em Cristo.

Naquele semestre, não se sabe até hoje o que se passou com a direção do Clube, que em sua maioria era representado por uma família que frequentava a igreja local. Todos se afastaram repentinamente da igreja e automaticamente do Clube, restando então somente alguns desbravadores que eram filhos de membros da igreja.

Foi um abalo para a região, mas tiveram que inativar o Clube Vitória em Cristo, onde que muitos acreditavam que isso não poderia mais acontecer por ser um clube de história e tradição. Com isso, o ano acabou triste para a região e principalmente para a igreja local e seus desbravadores.

Ano de 2019, Paulo Almeida deixa de ser Regional e é Votado e Nomeado como diretor do Clube Vitória em Cristo. Devido ao clube estar inativo, Paulo se reuni juntos com outros membros de clubes da região para se unir a um clube da região vizinha para irem juntos realizar um sonho de participar do Campori da Divisão Sul Americana – DSA em Barretos – SP com o tema A Melhor Aventura. Quando volta de lá, volta com mais vontade e desejo de fazer o melhor no ministério dos Desbravadores, mas não tinha uma direção que pudesse desenvolver suas ideias e atividades dentro do Clube. Mas mesmo assim, com ajuda da direção dos Clubes Jerusalém e Moriah resolve recrutar nas escolas do bairro do Clube e 113 meninos e meninas se interessam em participar do Clube Vitória em Cristo. Porém, cai novamente no quesito direção do clube, principalmente do lado feminino, onde não tinha ninguém do sexo feminino que pudesse pelo menos auxiliar nas reuniões.

Os dias, semanas, meses foram passando e naquele ano não teve reunião do Clube. Porém, se passava na mente do atual diretor o que fazer para isso ser resolvido. Percebeu então que ele não tinha nada que pudesse fazer. Então entregou tudo nas mãos do Deus do impossível e com lágrimas nos olhos pediu que Deus providenciasse um meio, uma forma, alguém que pudesse fazer com que o clube saísse daquela situação e voltasse a ser um clube de tradição e que conseguisse trabalhar as classes, especialidades, cartão do aspirante, cantinho da unidade, rally das unidades, acampamento, passeios, caminhadas, atividades missionárias, recreativas, etc.

Ano de 2020, o Diretor Paulo Almeida se casou com Ana Bruna Borges. As irmãs Mary Rosas e Cléu Rosas vieram morar no Município de Vitória do Jari e passar a frequentar a igreja local. Adriano Costa, Elias Amorim, João Nogueira e Sabrina Almeida a irmã do Diretor do Clube, agora sentiam o desejo de trabalhar pelo clube. Isso só poderia ser uma resposta de Deus e ainda era Janeiro de 2020 e diferente do ano anterior já tinha 8 membros na direção do Clube Vitória em Cristo. Logo o diretor inscreveu a sua direção para os treinamentos da região de secretaria, de diretoria, curso de 10H com palestrantes Líder Master Avançado vindo da MPA somente para nos capacitar para o ano corrente em como desenvolver todas aquelas atividades que ele pediu em oração e já era Fevereiro de 2020.

Agora só estavam aguardando o dia 07 de Março de 2020 para iniciar a primeira reunião do Clube Vitória em Cristo depois de um ano e meio paralisado. Chegou o dia, era um sábado, ás 15H. O diretor havia desafiado os 6 conselheiros, para que pudessem recrutar aspirantes para as unidades, informando que no dia 07 começaria o Rally da Unidades e as unidades deveriam ter os seus membros.

Naquele dia, o então Regional Jonas Carvalho estava na reunião e foi tudo perfeito, a reunião aconteceu, desde a parte do civismo com os ideais, meditação, cartão do aspirante, especialidade, cantinho da unidade, dinâmica, etc. E o mais importante, os desbravadores vieram, ou seja, os conselheiros cumpriram a missão. Agora a missão era trazer eles nas próximas reuniões. Como a reunião do dia seguinte por exemplo, no centro comunitário da Secretaria Municipal de Assistência Social do Município.

Dois fim de semana seguidos aconteceram a reunião do clube Vitória em Cristo e tudo estava indo como planejado. Porém, devido um vírus que surgiu na China chamado de COVID-19, popularmente conhecido como CoronaVirus, estava infectando todo o planeta, por meio do contagio do ser humano, agora não podia mais tossi, espirrar ou tocar nas pessoas que poderia passar o vírus COVID-19. E não era qualquer vírus, agora ele já havia atravessado o mundo e chagado até aos Estados Unidos, Europa e inclusive ao Brasil, onde que o mesmo já havia matado milhares de pessoas. Com isso, o Governo Nacional, Federal, Estadual e Municipal resolve suspender as aulas das escolas, fechar academias, cinemas, shopping, casas de shows, parques de diversões, etc, inclusive a igreja. Assim, automaticamente o Clube teve que fechar as portas, por que as pessoas não se podia mais andar nas ruas, não podia mais se aproximar das pessoas. Agora só poderíamos nos comunicar pelos celulares, aliás é um tempo que se agradece ao cara que inventou o celular, e o melhor lugar para se ficar é em casa, com seus familiares obedecendo as prevenções do Governo para que o vírus não se propague ainda mais e acabe dizimando toda a terra.

Contudo, os Desbravadores, são incansáveis, inteligentes e tentam buscar uma forma de não deixar de se reunir mesmo que seja de forma virtual. E estão realizando algumas atividades no cotidiano dentro de casa que o diretor havia passado na última reunião sobre a especialidade de Asseio e Cortesia Cristã e buscam estar antenados no grupo no Whatsapp do Clube, onde é enviado missões para os desbravadores, como participar assistindo no You Tube pelo Canal Adventista Oeste PA, as palestras dos Lares de Esperança que estar sendo transmitido todas as noites a partir das 20H.

GRITO DE GUERRA DO CLUBE VITÓRIA EM CRISTO


#O que este clube quer fazer?#

O uniforme vou honrar,
Do triangulo vou falar,
Com o escudo defender,
Com a espada desbravar,
O evangelho vou levar,
O globinho alcançar,
Para o mundo conhecer,
Para cristo retornar,
Porque eu sou desbravador,
Vitória em Cristo por amor.